28.5.07

Um ministro suicidou-se ontem no Japão por vergonha da sua corrupção.

Se os políticos portugueses tivessem um mínimo de honestidade e seguissem o seu exemplo, ficaríamos sem políticos.

24.5.07

A idade não perdoa

Almeida Santos, presidente do PS, defendeu na noite de quarta-feira o ministro das Obras Públicas, Mário Lino, que afirmou que a Margem Sul é um deserto, justificando assim a não construção do novo aeroporto naquela região, segundo a SIC Notícias.
Almeida Santos, que falava à saída da reunião da Comissão Nacional do PS, é contra a construção do aeroporto na Margem Sul, mas invoca razões relacionadas com a defesa nacional, nomeadamente o risco de destruição de uma das pontes sobre o Rio Tejo.
O presidente socialista explicou que um aeroporto na Margem Sul do Tejo implica passar sobre pontes e que estas podem ser destruídas por terroristas.

Para este pateta, um atentado numa ponte sobre o Tejo só seria importante se o aeroporto estivesse na margem sul!... porque o Sul ficaria isolado do Resto do País. Com o mesmo atentado, se o aeroporto estiver na Ota, já não tem importância isolar o Resto do País relativamente ao Sul. Para ele de facto o Sul não tem importância nenhuma!... É um deserto, como disse o outro pateta do Mário Lino...
Isolar o Sul do Resto do País é diferente de isolar o Resto do País do Sul.... - Este poderia ser um tema interessante para um futuro mestrado do José Sócrates, de preferência na Independente!... Ainda vai a tempo!...
A idade não perdoa. Já está xéxé.
Estas burrices só se admitem a alguém senil! Era de muita utilidade não permitir que este sr. tome decisões mais importantes do que calçar os chinelos e carregar nos botões da tv.

Progressões congeladas

O Governo decidiu hoje continuar com o congelamento das progressões das carreiras na função pública.
OBRIGADINHO

Já desde 2005 que não subimos e já antes estivemos 2 anos sem aumentos salariais.
Agora vai ser até 2011. Porreiro!!!
Filhos da puta!!! Pró caralho!!! Paneleiros de merda!!!
Tenho 3 filhas para sustentar.
O Estado vai poupar 400.000.000€ por ano com isto.
Se pelo menos esse dinheiro fosse para investir nas escolas e dar mais qualidade ao nosso ensino eu até concordava e fazia o sacrifício caladinho. Mas como vai para a puta da OTA, o TGV e a puta que os pariu eu só posso dizer:
FODA-SE

21.5.07

C. M. LISBOA – Sá Fernandes - O PALADINO DA VERDADE TAMBÉM TINHA 11 ASSESSORES

Manuel Abrantes
Cuspiu para o ar e o cuspo caiu-lhe em cima.
Quem não viu e não ouviu o vereador do Bloco do Esquerda na Câmara de Lisboa, José Sá Fernandes, gesticular e berrar contra o compadrio provocado pelo pelotão de assessores nomeados pelo, agora, ex-presidente Carmona Rodrigues?
Pois é…
Segundo o jornal “Correio da Manhã” o gabinete de José Sá Fernandes custava ao orçamento da Câmara Municipal de Lisboa 20.880 euros por mês. Com 11 pessoas, das quais nove assessores técnicos, uma secretária e um coordenador de gabinete, auferindo salários mensais entre 1530 euros e 2500 euros.
Segundo o matutino, o bloquista Carlos Marques e deputado municipal, confirma os onze nomes referidos na lista de assessores do vereador do BE, a que o CM teve acesso, e frisa que, desse total de pessoas, “nove são assessores contratados, três a tempo inteiro e seis a tempo parcial”, entre os quais ele próprio. Como “as propostas que são discutidas na Câmara são as mesmas para todos os partidos”, este responsável do BE considera que “está certo que tem que haver assessores, o que não está certo é que isto seja um regabofe”.
Claro “ o regabofe” é só para os outros. Os compadres bloquistas – esses – são necessários.
Desculpem lá! Mas 11 assessores para um único vereador. Mas para fazerem o quê?
Que trabalho tem um vereador para possuir 11 assessores por ele nomeados ? Isto para além dos funcionários camarários já indigitados para apoio.
Afinal o arauto “das verdades” também fazia o mesmo. Falou, falou mas também tinha 11 assessores.
Deixem-se de porras “ Este senhor, que se não me engano exercia a sua profissão como advogado, também tinha 11 assessores no seu escritório de advocacia ?
Ou será como o seu amigo comunista e camarada vereador, Ruben de Carvalho do PCP que, segundo se consta, tinham a seu cargo três tradutores de russo?
E, já agora, também gostava de saber quantos assessores tinha para além dos tradutores…
Bem, isto não foi uma gestão autárquica. Foi uma agência de empregos para os confrades do partido. E não foi só o Carmona Rodrigues. Foram todos!!!
Estão todos entalados até aos ossos.
E como dizia o cartaz na campanha bloquista: Lisboa é gente.
Pois! Só que há uns mais “gente” do que outros…

Manuel Abrantes

Professor de Inglês suspenso de funções por ter comentado licenciatura de Sócrates

Perante este repugnante exemplo, o que mais "admirar": a execrável bufaria ou as abjectas arbitrariedades (a suspensão de funções e o fim da requisição) daí decorrentes?
A PIDE está de volta!!!
Numa carta enviada a diversas escolas, Fernando Charrua agradece "a compreensão, simpatia e amizade" dos profissionais com quem lidou ao longo de 19 anos de serviço na DREN (interrompidos apenas por um mandato de deputado do PSD na Assembleia da República). No texto, conta também o seu afastamento. "Transcreve-se um comentário jocoso feito por mim, dentro de um gabinete a um "colega" e retirado do anedotário nacional do caso Sócrates/Independente, pinta-se, maldosamente de insulto, leva-se à directora regional de Educação do Norte, bloqueia-se devidamente o computador pessoal do serviço e, em fogo vivo, e a seco, surge o resultado: "Suspendo-o preventivamente, instauro-lhe processo disciplinar, participo ao Ministério Público", escreve. A directora confirma o despacho, mas insiste no insulto. "Uma coisa é um comentário ou uma anedota outra coisa é um insulto", sustenta Margarida Moreira. Sobre a adequação da suspensão, a directora regional diz que se justificou por "poder haver perturbação do funcionamento do serviço". "Não tomei a decisão de ânimo leve, foi ponderada", sublinha. E garante: "O inquérito será justo, não aceitarei pressões de ninguém. Se o professor estiver inocente e tiver que ser ressarcido, será."
Neste momento, Fernando Charrua já não está suspenso. Depois da interposição de uma providência cautelar para anular a suspensão preventiva e antes da decisão do tribunal, o ministério decidiu pôr fim à sua requisição na DREN . Como o professor, que trabalhava actualmente nos recursos humanos, já não se encontrava na instituição, a suspensão foi interrompida. O professor voltou assim à Escola Secundária Carolina Michäelis, no Porto .
O PÚBLICO tentou ontem contactá-lo, sem sucesso. No entanto, na carta, o professor faz os seus comentários sobre a situação. "Se a moda pega, instigada que está a delação, poderemos ter, a breve trecho, uns milhares de docentes presos políticos e outros tantos de boca calada e de consciência aprisionada, a tentar ensinar aos nossos alunos os valores da democracia, da tolerância, do pluralismo, dos direitos, liberdade e garantias e de outras coisas que, de tão remotas, já nem sabemos o real significado, perante a prática que nos rodeia."
COMENTÁRIO: Podem-me vir prender então pois eu não me calo. O Sr. Primeiro Ministro José Sócrates é MENTIROSO e o seu curso de "Ingenheiro" é uma tanga pegada.

FCP Campeão

Mais um...
Nos últimos 20 anos só ganhei 13 títulos!!!

O Porto é uma Nação!
Olé Olé

Estamos a crescer!!!

Report da semana passada:
-- Site Summary ---
Visits
Total ........................ 3458
Average per Day ................ 151
Average Visit Length .......... 2:12
This Week .................... 1055

Page Views
Total ........................ 6543
Average per Day ................ 270
Average per Visit .............. 1.8
This Week .................... 1888

Estamos a crescer de dia para dia. Este counter é porreiro pois dá tudo ao mínimo detalhe.

19.5.07

Estado com obesidade inútil?

Da leitura do artigo «Desemprego sobe para nível inédito», e deste e deste, fica a saber-se que o Instituto Nacional de Estatística (INE), contrariando uma série de outros indicadores económicos, apurou que a escalada do desemprego em Portugal não pára e que este flagelo atingiu no primeiro trimestre deste ano 8,4% da população que se encontra disponível para trabalhar, contra 8,2% no trimestre anterior. Segundo as suas estimativas, são 469,9 mil desempregados, mais 11 mil do que no trimestre anterior e mais 40 mil do que no mesmo período do ano passado. Seria preciso recuar a 1986 para encontrar níveis de desemprego semelhantes.

Para ler mais clique aqui

18.5.07

A NOSSA POLÍCIA, É QUE É MÁ?

Ora quando sabemos que existem dezenas de raptos de crianças em Inglaterra que nunca foram resolvidos pela "maravilhosa policia britânica", isto no país (UK) que até tem o maior número de desaparecimentos de crianças em toda a comunidade, os ingleses estão a achar que a nossa polícia não tem actuado bem. Num recente artº que li no jornal Telegraph:

Uma "Lady", a propósito de o inspector da PJ ter afirmado que estavam a fazer todos os esforços, mas que não eram mágicos, respondia: "No, sir, but perhaps you are clowns instead".
(traduzido: "Não, senhor, mas talvez, vocês sejam uns palhaços, em vez disso.")

Este comportamento dos ingleses, que já se julgam donos do Algarve, e onde o nosso Estado permite aldeamentos, menus, anúncios, etc, só em inglês, é inaceitável. Abram o link abaixo e a meio da página votem WELL, e já agora façam circular.

http://news.sky.com/skynews/madeleine

Obviamente pretendem atirar "culpas" ao nosso país pelo que aconteceu, mas sabemos que os maiores pedófilos até são os … ingleses. Eles andam por todo o lado, até no nosso pacato Portugal.

Por sinal tudo leva a crer que até pode ter sido um inglês a roubar a menina…….Estão todos lixados porque afinal ninguém em Portugal negligencia, nem larga assim os filhos num quarto de hotel que não fica fechado e vai jantar…

PORTUGAL, a nossa policia, a nossa lei, e os nossos costumes, NÃO PODEM SERVIR DE BODE EXPIATÓRIO PARA ESTES FULANOS QUE PENSAM ESTAR ACIMA DE TODOS.

É preciso que todos votem !!! E toca a começar a reagir a esta mania de superioridade!

O Casimiro de Cardigos

Descobri recentemente um compatriota nosso que vive no Brasil na cidade de Cascavel perto da foz do Iguaçu que está a fazer um trabalho notavél junto das comunidades de imigrantes portugueses espalhados pelo mundo. Diáriamente no seu site www.portugalclub.org aparecem noticias e criticas que muitas vezes são ocultadas pela imprensa.

Dotado de servidor próprio e de uma lista de e-mails que abrange 3 milhões, é verdade 3 milhões de portugueses espalhados pelo mundo, para onde são enviados diáriamente os artigos colocados no site, é um dever civico de todos participarmos e ajudar o amigo Casimiro a engrandecer o seu site e levar pelo Mundo fora, as noticias que o poder censura.

Bem haja Casimiro!

17.5.07

O menino japonês

No primeiro dia de aula, numa escola secundária dos EUA, a professora apresentou aos alunos um novo colega, Sakiro Suzuki, vindo do Japão.

A aula começa e a professora:
- Vamos ver quem conhece a história americana. Quem disse: 'Dê-me a
liberdade ou a morte?
Silêncio total na sala. Apenas Suzuki levanta a mão: Patrick Henry em
1775 na Filadélfia.

- Muito bem, Suzuki. E quem disse: O estado é o povo, e o povo não
pode afundar-se?
Suzuki: - Abraham Lincoln, em 1863, em Washington.

A professora olha os alunos e diz: Não têm vergonha? Suzuki é japonês
e sabe mais sobre a história americana que vocês!
Então, ouve-se uma voz baixinha, lá ao fundo: japonês filho da puta!
- Quem foi? - Grita a professora.
Suzuki levanta a mão e, sem esperar, responde: General McArthur, em
1941, em Pearl Halbour.

A turma fica super silenciosa... apenas se ouve do fundo da sala: Acho
que vou vomitar.
A professora grita: - Quem foi?
E Suzuki: - George Bush Sénior, ao Primeiro-Ministro Tanaka, durante
um almoço em Tóquio, em 1991.

E outro aluno fala ao fundo: - Suzuki de merda!
E Suzuki responde: - Valentino Rossi, no Grande Prémio de Moto de
velocidade, no Rio de Janeiro, em 2002.

A turma fica histérica, a professora desmaia, a porta se abre e entra
o director, que diz:- Que merda é esta? Nunca vi uma confusão deste tamanho!
E Suzuki, bem alto: Mariano Gago para José Sócrates em 2007, após ter
recebido relatório da inspecção feita à UnI.

15.5.07

Câmara do Barreiro

A atravessar a “crise financeira do século”, segundo palavras do presidente, Carlos Humberto de Carvalho (CDU), a Câmara do Barreiro gastou 153 040,80 euros em assessorias técnicas, o triplo do gasto em habitação social: 55 780,73 euros. Só em Janeiro de 2006 foram contratados quatro assessores recém-licenciados a auferir vencimentos que rondam os três mil euros.
De acordo com a concelhia do PS-Barreiro, liderada por Luís Ferreira, nesta contratação imperaram “as relações familiares e políticas com o executivo”. Os assessores em causa são: Márcia Calafate, assessora técnica na área funcional do gabinete da presidência (41 382,00 euros anuais); Ricardo Medeiros – companheiro da vereadora com o pelouro de Águas e Saneamento, Sofia Martins, eleita pela CDU – responsável pela organização técnica e apreciação de processos administrativos do gabinete da presidência (41 382,00 euros anuais); João Neves, apoio jurídico no gabinete da presidência (35 138,40 euros anuais) e Gonçalo Bofill, assessor técnico do pelouro do Ambiente e de Reabilitação Urbana (35 138,40 por ano) .

“São pessoas que, praticamente, acabaram de sair da universidade, não têm mais de trinta anos e cuja experiência profissional não é muito longa”, adianta Luís Ferreira, que se mostrou indignado com as remunerações que auferem: “Escandalizam-me.” “Não têm paralelo com os valores praticados no anterior executivo [liderado pelo PS], de cerca de mil euros”, adianta. Para o presidente da concelhia do PS, os vencimentos dos assessores deverão ser sustentados “à custa do erário público”. “As dificuldades financeiras no Barreiro são uma verdade, por isso, como é possível recorrerem a quadros exteriores a ganhar valores que saem do orçamento da autarquia?”, pergunta Luís Ferreira.

O presidente da Câmara do Barreiro conta a sua versão dos factos: “Essas pessoas recebem 12 meses de salário. Depois, sendo contratados a recibos verdes, alguns descontos não são feitos pela entidade patronal, mas pelo próprio trabalhador. Por fim, não têm direito a subsídio de refeição. Penso que estes factos justificam o valor mensal”, diz. Carlos Humberto disse ao CM que recorreu a estas contratações para ter a seu lado recursos humanos capazes de o ajudar a combater a crise na autarquia. “Foi aberto concurso, as pessoas concorreram e escolhemos as que reuniam melhores condições de assumir as funções em causa”, afirmou o autarca.

EX-CANDIDATO NOMEADO António Abreu, engenheiro e antigo candidato à Presidência da República, foi recentemente nomeado pelo executivo camarário do Barreiro a secretário da vereadora da Educação, Desporto, Cultura e Assuntos Sociais, Regina Janeiro. Segundo fonte da autarquia, António Abreu terá sido contratado para “fazer algum controlo político” ao trabalho de Regina Janeiro que, segundo consta, “tem tido alguma dificuldade e pouca capacidade de resposta” ao cargo que ocupa. Ainda de acordo com a mesma fonte, para exercer estas funções, o engenheiro estará a receber “por volta de 3500 euros”. António Abreu foi um dos candidatos que esteve na corrida às eleições presidenciais de 2001, pelo PCP, ao lado de Jorge Sampaio (PS), Ferreira do Amaral (PSD), Fernando Rosas (BE) e Garcia Pereira (PCTP-MRPP). Jorge Sampaio venceu as eleições com 55,5 por cento. Já António Abreu, que foi vereador na Câmara de Lisboa, só conseguiu 5,1 por cento.

NOTAS SOLTAS

HABITAÇÃO SOCIAL - A Câmara do Barreiro atribuiu no ano passado 55 780 euros à rubrica Habitação Social, menos um terço do que a autarquia gastou em assessorias técnicas. Já para 2007, o Orçamento prevê 100 mil euros para a Habitação Social.

COLIGAÇÃO VENCE - A coligação do PCP com o partido ecologista ‘Os Verdes’ venceu as eleições autárquicas em 2005 com 41,5 por cento dos votos. Já o PS ficou em segundo lugar com 34,4 por cento e o PSD em terceiro com 11,2 por cento dos votos. Na corrida entrou ainda o BE (6,4 por cento), o PCTP/MRPP (1,4 por cento) e o CDS-PP (0,7 por cento).

VEREADORES - A Câmara Municipal do Barreiro tem na totalidade nove vereadores, incluindo o presidente e o vice-presidente da autarquia, sendo que três não têm pelouro. À excepção do vereador do PSD Bruno Vitorino e do independente João Carlos Soares não há nenhum vereador da oposição com pelouros. A CDU elegeu quatro vereadores.

11.5.07

EM QUE É QUE FICÁMOS?

De acrodo com notícias divulgadas hoje, pelo DN, a sede de candidatura do Prof. Aníbal Cavaco Silva, em Oliveira de Azemeis, pretence a um Corrupto, que está preso no Brasil, no âmbito da "OPERAÇÃO FURACÃO". Mas, o que mais espanta, é o facto de um dos responsáveis desta candidatura, dizer que pensava que este espaço pertencia, a um dirigente do PS, daquela localidade. Bom, das duas uma, ou o PSD e o PS, são a mesma coisa, e por isso encetaram um complô contra aquele que deveria ser o candidato forte da esquerda liberal (Já não existe), ao não apoiarem a candidatura do Manuel Alegre, preterido em função de um (Mário Soares) que já se sabia que ia perder, para dar lugar ao Cavaco, ou, as panelinhas entre estes crápulas corruptos, ainda é maior do que eu pensava. Mas fica aqui o excerto da notícia divulgada hoje:

"Sede concelhia de Cavaco foi cedida por português preso no Brasil A candidatura de Cavaco Silva às presidenciais de 2005 utilizou, em Oliveira de Azeméis, instalações cedidas por Licínio Bastos, empresário detido no Brasil no âmbito da "Operação Furacão".Situado em pleno centro da cidade de Oliveira de Azeméis, o espaço que serviu de sede à candidatura de Cavaco Silva foi cedido "a título gratuito" por Aníbal Araújo, responsável pela gestão do imóvel, de acordo com uma declaração do próprio empresário, a que a Lusa teve acesso. António Nogueira Leite, o mandatário distrital da candidatura de Cavaco Silva, inaugurou a sede do Edifício Camões, numa cerimónia em que o próprio Aníbal Araújo marcou presença. Em Junho de 2006, Cavaco Silva condecorou-o com a Ordem do Infante D. Henrique. Licínio Bastos está envolvido no processo brasileiro designado por "Máfia das Sentenças", que levou à prisão vários juízes, advogados e empresários, entre os quais outro português, Laurentino dos Santos, por alegadamente negociarem sentenças em benefício do funcionamento de casas de jogo no Brasil. O empresário foi indigitado para cônsul honorário de Portugal em Cabo Frio, mas a sua nomeação acabou por ser suspensa."

Bom, neste caso, costuma-se dizer, onde há fumo, há fogo... ou será que, só por ser o Aníbal, está acima de qualquer suspeita?

E em que é que ficámos? HEIN?

Afinal o Pinoquio é CRIMINOSO

Noticia hoje, 10-5-2007 o jornal "O Crime" (capa e páginas 4 e 5) "Sócrates intitulou-se eng.º Civil em tribunal - Como testemunha de Edite Estrela", num artigo assinado por Emanuel Câmara e ainda "caixa" não assinada com testemunhos de juristas sobre o caso. José Sócrates terá prestado declarações na 2.ª Vara de Competência Mista de Sintra em 18 de Novembro de 2003 no Processo n.º 1093/01.9TASNT em que foi autor o Ministério Público contra Edite de Fátima Santos Marreiros Estrela, onde terá indicado como profissão "Engº Civil".

Segundo "O Crime" de 10-5-2007, o processo do Ministério Público contra Edite Estrela foi aberto na sequência de queixa da "Coligação Democrática criada pelo PCP de Sintra" e ainda subscrita pelo PSD, PP e Bloco de Esquerda, respeitante a "uma carta de propaganda eleitoral enviada aos munícipes e paga com o dinheiro público" pelo que acabou condenada por um crime de «abuso de poder» e outro de «violação dos deveres de neutralidade e imparcialidade».

Do Portugal Profundo, publico o fac-simile de extracto da "Acta de Audiência de Discussão e Julgamento" desse processo em 18-11-2003, respeitante à testemunha José Sócrates:
Fac-simile de extracto da acta de julgamento do Proc. 1093/01.9TASNT - 18-11-2003 - Testemunha José Sócrates Pinto de Sousa

E o detalhe desse extracto acima com a acta desse testemunho:
Fac-simile de extracto da acta de julgamento do Proc. 1093/01.9TASNT - 18-11-2003 - Testemunha José Sócrates Pinto de Sousa - detalhe

Refere "O Crime" de 10-5-2007 (p. 4) que fonte judicial terá afirmado sobre este assunto:

"O que consta na acta sobre a profissão, inclusive o estado civil das testemunhas ou arguidos, é o que as pessoas dizem ao juiz na barra do tribunal e corresponde à reprodução fiel do que do que declararam. A acta da audiência de discussão e julgamento é um documento autêntico, uma espécie de certidão narrativa confirmando as declarações prestadas em juízo."[realce meu]

Um jurista contactado Do Portugal Profundo afirmou-me também que uma acta de julgamento é meio de prova.

"O Crime" de hoje, 10-5-2007, na sua página 5, revela também que a cassete audio do testemunho de José Sócrates nesse julgamento "apresenta algumas partes inaudíveis", com relevo para a "resposta de José Sócrates sobre a sua profissão", embora se perceba a forma como depois dessa resposta o juiz-presidente o tratou. Suponho que seja fácil, através de técnico habilitado aclarar o registo audio para obter o som que confirme a resposta da testemunha ou precisar se houve alguma anormalidade no registo - todavia, como foi dito atrás a acta da audiência vale como prova do que foi declarado pela testemunha.

O Crime, nesta edição, p. 4, informa ainda que "o crime de «falsidade de testemunho» está previsto no art. 360.º, sendo punido com pena de 6 meses a 3 anos de prisão ou multa nunca inferior a 60 dias" (veja-se ainda o Código Penal Português, art. 362.º n.º 1). Será esta a norma jurídica que se aplica a este caso?

Sobre as consequências legais dessas declarações pronunciaram-se a "O Crime" de 10-5-2007 diversos juristas, entre os quais o Dr. José Maria Martins, o Dr. João Ferreira, o Dr. Pedro Louro, o Dr. António Marinho e o dr. Pires de Lima.

O Dr. José Maria Martins revelou a "O Crime" de 10-5-2007 que alegadamente se pode estar perante

"a prática de um crime de falsas declarações, previsto e punido no art.º 360.º do Código Penal, onde se refere que a testemunha que prestar falsas declarações sobre a sua identidade e profissão incorre em ilícito criminal, situação aqui agravada pelo facto da testemunha estar sob juramento. Na minha opinião, o Ministério Público, face ao teor da notícia publicada pelo jornal "O Crime", deverá abrir um processo."

O Dr. João Ferreira vai ainda mais longe na declaração que efectuou ao "Crime" de 10-5-2007, p. 5, apontando que

"(O)s factos podem ser enquadrados na prática de dois crimes: um no de falsas declarações porque a testemunha é obrigada a responder com verdade nos dados que divulgar sobre a sua identidade e profissão, pois intitulou-se engenheiro civil e não o é"; o outro crime, mais específico, de falsa qualidade, ou seja, o de se arrogar um título profissional que não dispõe, pois não é engenheiro civil. No meu entender, dado que se trata de um crime público, o Ministério Público pode abrir um inquérito e concluí-lo antes do prazo legal de 5 anos" para que não prescreva."

O Dr. António Pires de Lima, brilhante ex-bastonário da Ordem dos Advogados disse a "O Crime", ironicamente: "não irá acontecer nada ao Dr. José Sócrates, porque a lei penal para ele não é a mesma do que para o comum do cidadão. Tudo o que faz está sempre correcto e está sempre isento de qualquer responsabilidade". Eu creio que esta atitude é inaceitável. A lei tem de ser igual para todos.

Lembro ainda o que aqui, Do Portugal Profundo, publiquei em 20-3-2007:

Além da biografia do Portal do Governo, onde até sexta-feira (16-3-2007) e no Perfil até ontem (19-3-2007), aparecia como "engenheiro", conforme apresentámos nos posts anteriores, surgem outras referências de José Sócrates a este título que não possuirá.
O
Carlos da Grande Loja do Queijo Limiano encontrou duas referências nos media em que José Sócrates se terá apresentado ou assumido como "engenheiro":
uma da
RTP/Lusa de 3-6-2006:
"
Recordando ser também engenheiro civil, José Sócrates contou que, enquanto estudante, Edgar Cardoso foi para si e para os colegas "uma grande referência";
e outra do
jornal Urbi et Orbi (da UBI) de 14-8-2001:
"Depois da experiência universitária em Coimbra regressei à Covilhã como engenheiro e trabalhei entre 1982 e 1987 na Câmara Municipal"
Mas a melhor até agora,
descoberta por um leitor deste blogue, parece ser a de 5-2-2007 no DN, em que Sócrates, num comício da campanha sobre o referendo do aborto, terá dito:
"Estou aqui só como engenheiro e como político"

Como é evidente, qualquer pessoa tem direito à presunção de inocência até à emissão de sentença condenatória e transitada em julgado. Estes factos não significam a condenação de ninguém.

A alegada declaração em tribunal é mais grave do que as biografias nos sites de campanha, do governo, as entrevistas e os discursos políticos. Entendo que este facto hoje relatado n' "O Crime", se configurar a infracção de uma norma penal deve ser investigado, mas sinceramente não sei se isso acontecerá. De qualquer modo, ficaremos atentos a este novo caso.
Este post foi roubadito ao Do Portugal Profundo pois merece ser amplamente divulgado.

Coca-Cola/Pepsi X Mentos


Eu ADORO Coca-Cola!!!
Mas tenho que ajudar a denunciar isto. Experimentem e pensem o mal que isto deve fazer a um estômago.

Política Externa de Portugal - África

A Guiné Bissau solicitou a Portugal 150 professores de português.

Portugal respondeu que só enviava 8!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Esta é a "Política Externa" de Portugal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Irracional , autista, prejudicial aos interesses de Portugal.
A Guiné Bissau tem necessidades a todos os níveis . A educacional não é a menor.
Portugal é a vergonha da Europa Comunitária. O último dos últimos!
O ex- Presidente da Assembleia da República Portuguesa, Almeida Santos estava em Bissau no dia 08/05/2007 - Ontem!!! Numa missão de interesse económico!
Mas não está ao serviço de Portugal segundo parece absolutamente certo.
E Portugal?
Porque é que o Governo de José Sócrates despreza a cooperação com a Guiné Bissau?
Porque é que José Sócrates esteve cerca de meia hora - ou pelo menos um tempo mínimo, menos de um dia - na Guiné Bissau e regressou a Portugal aquando da cimeira da CPLP?
José Sócrates a menos pensou que foi sentida como uma afronta á Guiné? teria medo de contrair paludismo? De contrair cólera?
Os guineenses ficaram indignados. Claro que José Sócrates fala apenas com ministros e estes têm de ser diplomatas.
Em Angola se isso acontecesse José Sócrates iria ter probelmas muito graves! Nem sei mesmo se a OTA seria construída!
Ir bajular Espanha é melhor?
Ao mesmo tempo que há milhares de professores no desemprego, o Governo Português não manda 150 professores de português para a Guiné Bissau?
Para a Guiné Bissau ficar cada vez mais na órbita francofona?
José Sócrates sabe a "cólera" das dezenas de pessoas que esperam horas na bicha na nossa Embaixada para serem atendidas?
Sabe que o Centro Cultural Português é minusculo, sem condições, sem qualquer comparação com o Centro Cultural Francês? Sabe que o francês tem uma biblioteca moderna, empresta livros e DVDs e o Português é um pobretanas, não tem DVDs , tem livros do tempo da" Maria Cachuxa" e que por isso resta um mau um péssimo serviço a Portugal?
E porque é que o Centro cultural português em Bissau é uma "barraca", comparada com o Centro Cultural Francês?

É Espanha que pressiona o Governo Português a não cooperar com a Guiné Bissau?
José Sócrates ensandeceu? Sente-se Português?
Esta situação é uma vergonha.
O Presidente da República sabe isto?
Mas que se passa com os políticos portugueses?
Isto é uma vergonha!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
Morreram portugueses na Guiné. É verdade!
Mas quantos bombardeamentos com napalm foram feitos? Qantas tabancas foram varridas a granadas?
José Sócrates já falou com as familias papéis, balantas ,mandingas, fulas, v.g., para saber a angústia do barulho dos Fiat T6 com as bombas de Nalpalm.
Eu entendo que a história é a história. Guerra é guerra. Mas hoje a realidade é outra.
Temos de viver em cooperação. Nino Vieira e o Marechal Spinola falaram , enterraram o machado de guerra.
A França e a Bélgica cometeram atrocidades em África inomináveis. Mas hoje são parceiros da Argélia e da República Democrática do Congo.Em benefício mútuo.
Vamos assentar os pés na terra.
Na guerra na Guiné morreram portugueses, morreram guineenses. Passou.
Cada Povo tem os seus heróis e para mim os militares portugueses foram heróis naquele contexto político-militar.
O meu irmão foi militar na guerra de Angola. Vi livros com atrocidades de parte a parte.
É a história.
Os romanos cometeram atrocidades em relação aos lusitanos.
Não é por isso que deixei de ter um carinho especial por Roma.
José Sócrates tem de perceber que Portugal não é dele. Que nas eleições ninguém lhe deu carta branca para apagar Portugal da Guiné Bissau!

Isto é incrível!!!!!!!
Temos de reagir.

Como diz o hino nacional francês: Às armas cidadadãos!!!!!!!!!
Caros amigos portugueses, compatriotas, Portugal está ameaçado. Abramos os olhos!
O nosso Presidente da República, expoente máximo da nossa identidade, tem de reagir.
A "Lei de Gresham" cada vez mais tem de ser aplicada. Fora com este "governo". Há alteração superveniente dos factos. O PS hoje já não tem maioria absoluta. Eleições já!
Penso mesmo que será uma afronta à Europa, ao ideário europeu ,Portugal presidir à "União Europeia" no segundo semestre de 2007.
Como é que o pior aluno pode presidir à aula do Professor Tonecas?
Vamos ser a chacota da Europa.
Este post foi roubadito ao blog do advogado José Maria Martins
COMENTÁRIO: Acho que a última frase do seu post está errada. Nós não vamos ser a chacota da Europa. Já o somos há muito tempo!!!

10.5.07

Vá carneirada, mais um esforço!


10-05-2007 Jornal de Notícias

A "contenção salarial"

Ao mesmo tempo que, segundo números da Comissão Europeia, o poder de compra dos trabalhadores portugueses registou, em 2006, a maior descida dos últimos 22 anos, a CMVM anunciou que, entre 2000 e 2005, os vencimentos dos administradores das empresas cotadas em bolsa duplicaram (e nas empresas do PSI 20 mais que triplicaram!). Isto é, enquanto pagam aos seus trabalhadores dos mais baixos salários da Europa a 25 (e todos os dias reclamam, sob a batuta do governador do Banco de Portugal, por "contenção salarial" e "flexibilidade"), esses administradores duplicam, ou mais que triplicam, os próprios vencimentos, vampirizando os accionistas e metendo ao bolso qualquer coisa como 23,9% (!) dos lucros das empresas. Recorde-se que o Estado é accionista maioritário ou de referência em muitas dessas empresas, como a GALP, a EDP, a AdP, a REN ou a PT, cujas administrações albergam "boys" e "girls" vindos directamente da política partidária (cada um atribuindo-se a si mesmo, em média, 3,5 milhões de euros por ano!). Se isto não é um ultraje, talvez os governos que elegemos (e o actual é, presumivelmente, socialista) nos possam explicar o que é um ultraje. O mais certo, porém, é que se calem e continuem a pedir "sacrifícios" aos portugueses. A que portugueses?

8.5.07

A Democracia está em perigo?

A Democracia, como poder exercido pelo povo, foi idealizada em cidades gregas com a feição de democracia directa em que cada decisão da comunidade era tomada colectivamente em reunião dos cidadãos no largo principal da urbe. Com o aumento da complexidade das sociedades e o aparecimento do Estado como conjunto de cidadãos, politicamente organizados num território bem delimitado passou a não ser viável a participação directa nas decisões, pelo que surgiu a democracia representativa em que os cidadãos passaram a eleger livremente os seus representantes.
Para ler mais clique aqui

Trabalhino do Pinóquio

7.5.07

Madeleine


O caso da menina desaparecida

Como qualquer pessoa, estou chocado, com o rapto da menina inglesa no Algarve. Mais chocado ainda com a actuação das autoridades portuguesas, que esperam tempo demasiado nestas situações, deixando uma grande margem de manobra no caso aos criminosos em outros como na ponte Hintze Ribeiro ao aumento da tragédia e redução de possibilidades de resgate das vitimas.
A segunda critica tem haver com o facto dos portugueses serem cidadãos de segunda no seu próprio país, pois quando crianças portuguesas são raptadas, não são mobilizados os mesmos meios ( + 100 homens da Judiciária segundo as noticias) para o terreno. Estou 1000% de acordo mas os cidadãos portugueses deveriam ter o mesmo tratamento, afinal somos nós que pagamos os ordenados dos politicos e dos policias!
O que interessam agora 100-200 policias, quando meia hora depois do alerta dado com meia dúzia e com fecho imediato de fronteiras se poderia ter conseguido mais? Isto é mesmo show off!
Finalmente não entendo como é que a nossa policia não recorre a psiquicos como nos EUA ou Russia que os tem quer a nivél de corpos de policia quer a nivél do complexo militar e que ajudam e são inumeras vezes a unica forma de se chegar aos criminosos?

Eu também quero os papéis sobre o curso aldrabado!

Alguém pediu, como é de lei o seu direito, a papelada do Sócrates, na Universidade "Independente" ao Olhos Lindos GAGO. A resposta do Chefe de Gabinete foi a que se vê. Como já é costume o Balbino Do Portugal Profundo não deixou escapar estas informações.
Gracias Balbino!!!

6.5.07

Nova lei anti-tabaco

Para todos os que fumam e pensam que podem continuar a obrigar os outros a fumarem:

P.S. - Eu fumo!!!

Energia e Combustíveis para automóveis

Há comentários a que, pelo seu valor, merecem ter mais visibilidade. Por isso aqui se transcreve o comentário que Carlos Portugal, colocou no post Um passo para a inovação , Caravana ecológica percorre o país , no blog Democracia em Portugal?. Este post também foi colocado em Do Mirante e em Do Miradouro

Concordo plenamente com as suas preocupações, mas há alguns pequenos reparos a fazer.

Em primeiro lugar, o petróleo não está a esgotar-se, longe disso. O que acontece é que as jazidas onde é mais BARATO explorá-lo pelas petrolíferas já estão a escassear - essas sim estão a diminuir. Daí as guerras absurdas para as grandes petrolíferas (Exxon, Gulf, Texaco, Mobil, etc.) se apropriarem das terras onde elas se encontram (a exploração on-shore é muitíssimo mais barata do que a off-shore).

Em segundo lugar, mesmo que as jazidas petrolíferas se estivessem a esgotar, há um processo, datado, segundo creio, de 1936, o processo Fischer-Tropsch, que permite o fabrico industrial de gasolina, gasóleo e óleos lubrificantes a partir do carvão e do lixo orgânico doméstico e industrial. Tal processo foi posto em prática em larga escala pela Alemanha nazi durante a 2ª Guerra Mundial, devido às carências em matérias-primas que este país atravessava. Contudo, este processo - para além de reciclar o lixo - é altamente lesivo para os interesses das petrolíferas (como é óbvio), para além de fazer perigar os interesses geo-estratégicos do lobby militar-industrial do Eisenhower. O único país que recentemente o utilizou foi a África do Sul, durante o regime do Apartheid.

Em terceiro lugar, embora concorde com o aproveitamento dos óleos alimentares (de restaurantes, etc.) para combustível, não posso, de forma alguma, pactuar com o bio-diesel, pela simples razão de a sua utilização em grande escala ir inutilizar milhões de hectares de terra arável para produção de colza - para fabricar o dito bio-diesel. Numa época em que há fome no mundo e que os terrenos férteis e com água começam a ser insuficientes, uma prática destas é, simplesmente, criminosa.

Por fim, quanto aos automóveis híbridos, a sua complexidade mecânica e electrónica leva-os a terem uma fiabilidade muito baixa, e o seu peso (por causa das baterias) implica uma perda de rendimento que os coloca ao nível de carros de baixa cilindrada com consumos porventura ainda menores. Com a agravante de os motores a gasolina desses híbridos terem uma vida curta, pois são solicitados A FRIO sempre que é preciso uma maior aceleração. Isso irá fazer com que eles se desgastem anormalmente e que os óleos lubrificantes utilizados passem para as câmaras de combustão e daí para a atmosfera, poluindo-a (os catalizadores de nada servem, neste caso).

Enfim, creio que a solução estará no desenvolvimento de novas baterias para carros totalmente eléctricos, desde que a produção da energia para carregamento dessas baterias seja de uma fonte limpa.

E de motores a gasolina e a diesel mais eficientes, que permitam consumos mais baixos e menores graus de poluição (a nível de hidrocarbonetos e de CO, pois quanto ao CO2 este NÃO É poluente, digam os promotores do «efeito de estufa» o que disserem. Sobre isto referir-me-ei noutra altura).

Por último, resta referir que a poluição automóvel ronda os 6 a 8% da poluição total devida a derivados do petróleo. A grande fatia cabe à indústria e à aviação comercial e militar (um Boeing 747 queima 60.000 litros de querosene por hora, e os Airbus A340 não são melhores).

Mas, tal como o meu Amigo diz, se voltássemos a manufacturar artesanalmente muitos dos artigos e alimentos que utilizamos e consumimos, a fatia da poluição industrial diminuiria, a nossa saúde agradeceria e a nossa carteira também, retirando poder aos ditos lobbies.

NOTA: Esta lição de Carlos Portugal é altamente qualificada assentando num sólido conhecimento do tema. Textos deste valor contribuem para que o nosso saber se desenvolva e se iniciem debates interessantes.
Mas, independentemente de a experiência que originou estas palavras poder não dar resultados práticos, ela demonstra vontade de investigar e de se preocupar com a aplicação prática dos conhecimentos teóricos. A ausência de ligação da teoria à aplicação prática tem sido uma crítica ao ensino português. Oxalá esta experiência estimule outras semelhantes noutros sectores, para dar uma feição técnica e prática aos novos licenciados.

Espero que apareçam mais comentários a esmiuçar outros pormenores, como por exemplo, a energia da fusão nuclear ou a combustão de hidrogénio.

5.5.07

Um passo para a inovação

Caravana ecológica percorre o país

Automóveis movidos com combustíveis ecológicos - óleo usado em restaurantes, biodiesel e híbridos - vão percorrer o país nos dias 11, 12 e 13, numa acção de sensibilização para as alternativas aos combustíveis fósseis.

A iniciativa "Portugal de lés a lés 2007 Travessia de Norte a Sul" é de um fórum de discussão sobre energias alternativas e renováveis, criado na Universidade de Aveiro. E, segundo um dos organizadores, Luís Miguel Oliveira, conta já com inscrições de utilizadores de todo o país.

A caravana ecológica parte de Bragança, com destino à Quarteira, onde termina com a participação numa exposição sobre veículos "amigos do Ambiente" e cozinhas solares. Para o reabastecimento ao longo do percurso, conta com pontos de apoio de utilizadores de combustíveis alternativos.

Custos reduzidos

De acordo com Luís Oliveira, estudante de Química da Universidade de Aveiro, a maior parte dos carros inscritos são movidos a biodiesel, mas há também alguns a "óleo directo" vegetal. Trata-se de um combustível alternativo que não afecta o rendimento do automóvel, já que tem um poder calórico semelhante ao gasóleo.

Quanto ao custo, comprando o óleo novo em supermercados, o preço por litro pode ficar a menos de 75 cêntimos. Mas muitos dos utilizadores recorrem mesmo a óleos usados, oferecidos por restaurantes e particulares.

NOTA: Os portugueses temos que inovar, pesquisar novas soluções para sobreviver na economia mundial em época de globalização. A solução do futuro não pode assentar nas actividades tradicionais. O artesanato é lindo e não deve ser esquecido, mas não basta para a competitividade internacional, para equilibrar a balança comercial. Há que investigar, descobrindo actividades em que possamos enfrentar a concorrência e sobreviver na arena internacional de amanhã, que não dará hipóteses a dorminhocos conformistas.
Felizmente, a juventude não está toda adormecida e resignada, havendo grupos de estudantes e académicos que se dedicam a perspectivar o futuro com vontade de vencer. Esta divulgação da utilização de novas energias não poluentes é de estimular, quando o petróleo ameaça esgotar-se e quando crescem as preocupações com a preservação do ambiente e as alterações climáticas.
É agora indispensável que avancem investidores e industriais a iniciarem a produção em massa e não deixem que estrangeiros se antecipem.

4.5.07

Pinóquio já mentia aos 17 anos

Afinal o Pinóquio já mentia aos 17 anos.
Ver AQUI mais sobre os cursos maravilha do Rei das trocas e baldrocas.

A imagem seguinte é só um complemento humoristico da nossa realidade politica/educacional/justiça/povinho/burrices...
Obrigado Balbino pelo teu trabalho

3.5.07

Professores da Universidade Independente vendem canudos no Brasil

A SIDES, empresa proprietária da Universidade Independente, apresentou uma queixa-crime contra sete professores da Universidade Independente, acusando-os de falsificação de títulos académicos, que venderiam no Brasil, com o apoio de um intermediário português, residente naquele país, e que enfrenta já um processo por burlas, envolvendo diplomas da Universidade de Coimbra. A VISÃO teve acesso a vários e-mails trocados entre uma aluna brasileira e um professor, que leccionava na Universidade Independente e na Universidade de Coimbra, em que se combinam as formas de pagamento de um mestrado em “Aconselhamento Psicológico e Desenvolvimento de Carreira”.

A Universidade Independente explicou à aluna, a 3 de Abril deste ano, que esse mestrado, embora aprovado, nunca entrou em funcionamento, e que, na universidade, não existe nenhum registo com o seu nome. A aluna, que pagou 1 730 euros ao dito professor – a VISÃO viu a cópia do recibo verde, em seu nome – está desesperada.

Na sua posse, tem apenas um papel, com os logótipos das universidades de Coimbra e da State University de Nova Iorque, datado de 19 de Janeiro de 2007, com o que garante ser a assinatura do professor, e onde se pode ler que este atesta, «sob compromisso de honra, na sua qualidade de orientador», que a aluna da Universidade Estadual de Feira de Santana, Bahia, «apresentou e defendeu com êxito a tese de Mestrado, na Universidade Independente de Lisboa (...). No final, o júri atribui-lhe a classificação de Aprovada com Muito Bom por unanimidade». No entanto, este papel de nada vale junto do Ministério da Educação brasileiro.

No último e-mail trocado com o professor, a 2 de Abril, este assegura-lhe que, apesar das «mudanças» na Universidade Independente, em breve resolverá «de outro modo, o seu problema»...

2.5.07

Os brinquedos caros do ministro

A história da súbita, voraz, obcessiva e "estranha" vontade do ministro da administração interna fazer negociatas com a rússia continua, aqui.
Assim, também o aluguer/aquisição de aviões para combate a incêndios é rodeado de pormenores escabrosos, pouco transparentes e indignos de alguém que deveria ser um servidor do estado.
A inclinação para a trafulhice assumiu contornos incríveis, só possíveis numa república das bananas como é o rectângulo. depois dos testes efectuados o ano passado com um beriev - um avião protótipo que não existe em nenhuma frota e que não se adequa a este teritório, como ficou patente no acidente que sofreu durante esse testes, o ministro anúnciou a compra de dois desses aviões. mais tarde, e com a desculpa de "razões "técnicas", a decisão da compra foi cancelada e foi decidido pelo ministro abrir um "concurso" - escandalosamente feito à medida da beriev, ao exigir uma "capacidade mínima de dez mil litros" - para o aluguer de aviões para a época de fogos de 2007.
Mas as coisa não correram bem ao competentíssimo ministro que julgava que o negócio eram favas-contadas... apareceu um concorrente que dispõe de uma aeronave que preenche o requesito dos dez mil litros... vale a pena relembrar as declarações que foram feitas quando se descobriu a existência de um concorrente fora do "esquema":
"Não se pode dizer que seja um concurso à medida do Beriev. Temos sido contactados por outras entidades que dizem dispor de outros aviões com essa capacidade. É por isso que não fizemos ajuste directo e formos forçados a abrir concurso. Se só houvesse Beriev, como sempre foi nossa convicção, teríamos feito um ajuste directo." link
Portanto, o concurso foi aberto para dar a sensação de transparência e com claúsulas manhosamente adaptadas à beriev - era para dois aviões mas com a possibilidade de ser só um aparelho porque sabem que a marca só dispõe de um.
E percebe-se bem que as "outras entidades" só apareceram depois da abertura do concurso, lendo estas recentes declarações:
"Concurso de aviões pesados deixa Governo surpreendido" link
É desnecessário fazer considerações sobre as limitações técnicas e operacionais de que padece o "querido" beriev porque já ficaram patentes nos testes do ano passado e às quais se pode acrescentar o facto de ser um aparelho que ningém usa nem quer adquirir.
Claro que, amanhã, quando forem abertas as propostas não haverá surpresas. A vitória irá para o candidato que já estava definido como vencedor...
Será por não ter brincado quando era mais pequenino, que o ministro tem nas instalações do ministério, um modelo à escala do beriev?Desde que se instalou no poder, o ministro da administração interna desenvolveu um voraz e estranho apetite (como se confirmará num futuro post) para negociar com a Rússia a compra e/ou aluguer de meios aéreos para o combate a incêndios.
No caso dos helicópteros a negociata já foi fechada e estão por aí a aparecer - com atraso, note-se - os primeiros aparelhos que, terão de ser registados com matrículas fictícias ( a ficção é, sem dúvida a especialidade do governo do falso engenheiro) porque "não está certificado pela agência europeia EASA" e a "inexistência de certificação impede o transporte de passageiros", o que faz com que o kamov não seja mais de que um balde de água caríssimo, já que não pode ser usado para mais nenhum fim.
Ter-se-á de interrogar o ministro por que razão fez esta compra ruinosa: um helicóptero pesado que não pode transportar pessoal, para o qual não há pilotos portugueses, que será operado por pilotos russos que estão a fazer "cursos intensivos" de português para poderem comunicar com terra e que tem um custo astronómico de 4169 euros /hora de voo (manutenção incluída feita por pessoal russo durante o mínimo de cinco anos).
o ministro tem muito que explicar. os muito obscuros critérios da escolha e, especialmente, como esbanja os dinheiros dos contribuintes já que, segundo palavras do também obscuro subsecretário de estado do seu ministério "a proposta vencedora era cara e perdeu no critério preço, mas ganhou na qualidade" sem nunca demonstrar qual a qualidade de uma aeronave que não é certificada.

Cadeia de Opinião Pública

O nosso amigo Arrebenta do Braganza Mothers, veio-nos inquietar com a necessidade de desencadear uma cadeia de Opinião Pública, cujo objectivo primordial é o de, em vésperas da Presidência Rotativa Europeia, impedir que a mesma seja assumida pelo Senhor José Sócrates Pinto de Sousa, que já não se encontra na plena posse das qualidades éticas, políticas e de salvaguarda da dignidade nacional necessárias para o exercício de tais funções cruciais.
E já que falamos nesse Sr. podem dar um saltinho ao Do Portugal Profundo e ver que afinal o acordo UnI-Governo já estava feito. Agora é só esperar para comprovar.
VERGONHA!!!

Atenção ao leite no supermercado

“Serviço de Utilidade Pública”

Muita atenção quando forem comprar leite em embalagem! Fiquei sabendo por fontes seguras que, por não serem vendidas até determinado prazo, esses pacotes voltam para a fábrica para que o leite seja repasteurizado! Isso pode ocorrer por até 5 vezes, o que acaba deixando o leite com um sabor diferente, aumentando a possibilidade dele coalhar e reduzindo significativamente sua qualidade, já que o teor nutricional diminui.

Ao voltarem para a venda ao consumidor final, o pequeno número que está marcado na figura acima com o círculo vermelho é alterado. Esse número varia de 1 a 5 e o ideal é comprar até o número 3, acima disso, a qualidade do leite estará bem má. Esse pequeno número fica localizado no fundo da embalagem, se você for comprar uma embalagem fechada, basta verificar apenas um pacote, todas os outros terão a mesma numeração. Por exemplo, se uma embalagem tiver o número 1, significa que é a primeira vez que sai da fábrica e chega ao supermercado para a venda final, já se tiver o número 4, significa que ele já foi repasteuridado 4 vezes e depois retornou para o supermercado para a venda final e assim por diante... Dêem mais atenção, principalmente, quando a oferta for muito boa, geralmente, o supermercado coloca um valor menor para os produtos que já passaram várias vezes por esse processo, os de número 4 e 5.

Essas informações são de uma pessoa que já trabalhou na indústria alimentícia e conhece todo esse processo, por isso, não deixem de fazer sempre essa observação!

Saúde a todos!

1.5.07

Dossier Sócrates vai ser investigado no DCIAP

Finalmente: o Dossier Sócrates vai ser investigado no DCIAP
A decisão do Procurador-Geral da República Pinto Monteiro de enviar para o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP), dirigido pela procurador Cândida Almeida a queixa do corajoso Dr. José Maria Martins e alegadamente uma denúncia anónima relativa ao percurso académico do primeiro-ministro vem dar razão ao clamor público, nos blogues, nas notícias de jornais, nas rádios, TVs e nas ruas, para que as dúvidas fossem investigadas. Como disse, logo em 22-2-2005, imediatamente logo após as eleições legislativas, o percurso académico do primeiro-ministro de Portugal não pode estar sujeito à dúvida. Nem o primeiro-ministro na entrevista de 11-4-2007 à RTP-1 dissipou essas dúvidas, tendo ao contrário ainda as aumentado, nem as notas sucessivamente contraditórias do seu Gabinete forneceram o esclarecimento cabal do caso.
Ninguém pode estar acima da lei: se há dúvidas, elas têm de ser completamente resolvidas.
A decisão do Procurador-Geral representa uma mudança face às suas posições anteriores de não admitir sequer a existência da participação criminal apresentada pelo Dr. José Maria Martins em 9 de Março de 2007, ter desvalorizado publicamente o assunto, não abrir o inquérito respectivo após as denúncias públicas e as que terá recebido e disso dar conhecimento aos portugueses.
A Procuradoria-Geral decidiu mandar investigar a queixa apresentada pelo causídico Dr. José Maria Martins ontem, 30 de Abril de 2007, após 52 dias da respectiva participação-crime, e dois anos e dois meses depois do assunto estar no domínio público, nos blogues e nos jornais (jornal "O Crime"), após ter sido lançado no blogue Do Portugal Profundo.
Mais vale tarde que nunca. Por isso, apoia-se a decisão. O problema é que esta mudança da decisão do Procurador-Geral Pinto Monteiro, surge na sequência de uma insustentável pressão popular. A sua imagem de independência face ao Governo Sócrates, que o propôs, ficou abalada. Também o prestígio do Presidente da República Cavaco Silva foi afectado, ao escolher o distanciamento face ao problema e à indignação popular que corre as ruas do País e é motivo de chacota em cada casa e estabelecimento.
Uma chamada de atenção sobre a investigação que agora se abre: não é apenas o caso Independente - a inscrição; o certificado do ISEL (quando foi pedido e passado); as equivalências; a frequência e aprovação nas quatro cadeiras do Prof. Morais; a frequência e aprovação na cadeira de Inglês Técnico; a data de conclusão da licenciatura; os vários certificados de licenciatura discordantes - que tem de ser investigado. É o percurso académico do primeiro-ministro; a sua utilização do título de engenheiro ("estou aqui só como engenheiro e como político", além de outras referências e do próprio decreto de nomeação do Governo pelo Presidente da República...); a questão das fichas biográficas na Assembleia da República; os certificados de licenciatura, nomeadamente os da Covilhã, inclusivamente aquele de 26-8-1996 com indicativo "21" que só foi criado em 31-10-1999; e as suas promoções na Câmara Municipal da Covilhã com base nesses documentos.
Os portugueses, que forçaram esta decisão na Páscoa da Cidadania, esperam uma efectiva investigação independente - que aproveite a participação-crime, mais a tal alegada denúncia anónima que não se sabe o que conterá e as informações públicas e notórias difundidas sobre este assunto, nos media e nos blogues - e continuarão a acompanhar o assunto com a atenção que ele justifica.
Neste assunto do Dossier Sócrates, há dois planos: o plano judicial e o plano político. O juízo dos tribunais, que incide sobre a violação da Lei, começará agora, apurando os factos da participação-crime e aqueles tornados públicos e que não podem ser ignorados. O juízo político do primeiro-ministro de Portugal é feito pelos cidadãos: nesse foro a pena de José Sócrates já está decidida.
Limitação de responsabilidade (disclaimer): José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa não é arguido pelo cometimento de qualquer ilegalidade ou irregularidade no seu percurso académico ou técnico, nem, por isso, a Universidade Independente ou os seus dirigentes, docentes ou alunos, tal como o ISEL.
Post roubado ao Do Portugal Profundo
Related Posts with Thumbnails