11.3.07

Hugo Marçal será juiz!!!

Por Manuel Agostinho Magalhães
O advogado de 46 anos, acusado de abuso sexual no processo de pedofilia da Casa Pia, está à beira de ser admitido no curso de formação de magistrados. O nome de Hugo Marçal vem publicado no Diário da República de ontem, com a indicação de estar dispensado de realizar as provas escrita e oral. Está com um pé no CEJ.
Hugo Marçal está em vias de ser admitido a frequentar o curso de auditor de justiça do Centro de Estudos Judiciários. O nome do arguido no processo de pedofilia da Casa Pia vem publicado no Diário da República de ontem, entre centenas de candidatos a frequentar a escola que forma os juízes portugueses. Mas ao contrário dos outros, Hugo Marçal não vai prestar provas. Pelo facto de ser doutor em Direito - grau académico que terá obtido em Espanha - está por lei «isento da fase escrita e oral» e tem ainda «preferência sobre os restantes candidatos». Resultado: o advogado de Elvas está na prática à beira de ser seleccionado para o curso que formará a próxima geração de magistrados.
O nome de Hugo Manuel Santos Marçal surge na página 4961 do Diário da República de ontem, 2.ª série, com o número 802, na lista de candidatos a ingressar no CEJ.
Se concluir o curso com aproveitamento e iniciar uma carreira nos tribunais – primeiro como auditor de justiça, depois como juiz de direito – Marçal terá também o privilégio de não ser julgado num tribunal de primeira instância.
Assim, se o julgamento do processo Casa Pia ainda subsistir, haverá que proceder à separação de processos, e o caso de Marçal será tratado por juízes desembargadores, no tribunal da Relação.
Advogado em Elvas, Hugo Marçal, de 46 anos, é suspeito do abuso reiterado de um ex-aluno da Casa Pia e de ser cúmplice no esquema de prostituição alegadamente montado por Carlos Silvino.
A acusação relaciona-o com os encontros numa casa de Elvas onde menores da Casa Pia mantinham relações sexuais com clientes angariados por Silvino, o ex-motorista da Casa Pia e principal arguido do processo.
São ainda acusados neste processo Carlos Cruz, o ex-provedor-adjunto da Casa Pia, Manuel Abrantes, e o médico Ferreira Diniz, entre outros.
O Ministério Público pretende que Hugo Marçal seja condenado por 36 crimes: 22 de lenocínio e 14 de abusos sexuais de menores (respeitantes a um único menor).

6 comentários:

Mentiroso disse...

À parte as demonstrações inegáveis da vontade de continuar e at+e de aumentar a corrupção, há ainda um facto que não se compreende, senão pela mesma razão. É de uso comum internacional que diplomas, doutoramentos ou profissões de justiça não tenham equiparação entre países por as legislações diferirem. Salvo nos casos de formação internacional, o que, pelo que se lê, não é o caso.

Anónimo disse...

Pelo rumo que isto leva o Carlos Cruz vai ser solto, com um pedido de desculpas, depois vai processar o estado e limpar uma pipa de massa.

Afinal os panilas e pedofilos são todos amigos uns dos outros e mesmo que não se conheçam defendem-se.

Formam com a Maçonaria e Opus Dei uma outra coluna de poder oculto a manobrar nos bastidores.

Na verdade parece que agora são a maioria pois parece já não haver portugueses, de verga rija!

Carlos Lacerda disse...

Dá vontade de perguntar:
- Quem está a chantagear, para se calar?
Aliás todo este processo é mais uma vergonha nacional.
Todos andam ao mesmo, mas quem fica mal são as vitímas.
Deviam ser todos capados!!!!!!!
E Viva a Liberdade!!!!!!!

Mentiroso disse...

O Anónimo parece que descobriu a pólvora...

Mentiroso disse...

O Anónimo parece que descobriu a pólvora...

Anónimo disse...

A justiça não pode ficar inactiva. Com este comportamento de deixar as coisas a ir por água abaixo será preciso recorrer à justiça de Fafe...

Related Posts with Thumbnails